Skip to main content

Informações de viagem: Atualização sobre o COVID-19

Cultura alagoanaNovidades

Dicionário alagoanês: conheça o dialeto popular utilizado em Alagoas

By 22 de agosto de 2021outubro 1st, 2021No Comments
Dicionário Alagoanês

A língua e os vícios de linguagem mostram muito sobre as características de um povo. Dentro disso, ainda que o alagoano não goste muito de admitir, o sotaque e as gírias são predominantes na região. Divertido e até mesmo curioso para alguns, o dialeto do dicionário alagoanês reúne uma série de expressões que só quem é da terrinha sabe.

Afinal, em qual outro lugar do mundo se ouviu falar em labafero? Ou ainda, onde já se viu andar por aí “mangando” dos outros com seus “pariceiros”? Se você não entendeu nada do que dissemos e quer conhecer um pouco mais sobre o dicionário alagoanês, não se aperreie! Listamos abaixo algumas das expressões mais famosas como essas, confira!

Gírias e expressões do dicionário alagoanês

Abestaiado – bobo, tolo;

Abusado – impaciente, irritado;

Amostrada – metida;

Aperreio – agonia, pressa, desespero;

Arenga – discussão tola;

Avalie – imagine!;

Avia – adiante! rápido!;

Azogado – pessoa inquieta;

Bagaceira – estrago grande;

Bate entope – comida que não digere;

Bexiguenta – pessoa difícil de aturar/ruim;

Bigú – carona;

Birilo – grampo de cabelo;

Brenha/Biboca/Baixa da Égua – lugar distante ou esquisito;

Broco – atrapalhado;

Brocoió – idiota;

Buchuda – mulher grávida;

Cabuloso – complicado, chato;

Catenga – lagartixa;

Caba de pêia – homem safado;

Cacete – surra;

Chimbra – bola de gude;

Eita gota! / Eita boba! – expressão de espanto, surpresa, dor;

Encangado – junto, colado;

Fastio – sem fome;

Farrapão – pessoa que falta constantemente aos compromissos/encontros marcados;

Fulero – coisa fraca, homem frouxo;

Gaia – chifre, traição;

Galega – mulher loira;

Iapois – Com certeza (afirmação);

Inhaca – mau cheiro;

Invocado – pessoa irritada, com raiva;

Liso – pessoa sem dinheiro;

Lomba – coisa engraçada;

Mangar – rir de alguém;

Macaxeira – aipim;

Maloqueiro – vagabundo;

Migué – mentira;

Morgado – desanimado;

Mundiça – ralé, pessoa sem educação, farofeiro;

Muriçoca – pernilongo;

Muganga – palhaçada;

Pariceiro – amigo, colega;

Pantinho – frescura;

Paia/Peba – fraco, ruim;

Peidado – indignado;

Presepada – algo ridículo, sem noção;

Pirangueiro – mão de vaca;

Pocar – estourar, romper ;

Pomba leza – pessoa desligada;

Rafamé – Malandro;

Resenha – coisa engraçada;

Ronxa – mancha de pancada no corpo;

Rolo – negócio;

Vôte/Oxe – espanto/surpresa;

Zuada – barulho.

 

Viu só? Se você é alagoano e chegou até o final deste post, se deu conta do tanto de regionalidade que existe no dialeto de quem vive em Alagoas. No entanto, para você que é turista, agora pode vir tranquilo! Com esse dicionário alagoanês você certamente já vai chegar falando a “nossa língua”.

Ademais, além de todos esses dialetos, existe uma série de histórias e curiosidades sobre esse paraíso que você simplesmente não pode deixar de conhecer. Acompanhe nosso blog e confira muitas outras novidades e peculiaridades sobre esse estado rico de cultura e belezas naturais.